segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Contador mais novo do estado é de Campos

 
O jovem contador recebeu sua Carteira Profissional das mãos da 
Presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Estado 
do Rio de Janeiro, Vitória Maria da Silva (ao centro), 
tendo sido acompanhado por seus pais, Sandra Regina e Sérgio Durço, 
e por sua namorada Railana dos Santos Silva, 
que também recebeu sua Carteira Profissional como contadora.
A colação de grau após quatro anos de estudos acadêmicos é motivo de orgulho para todos os pais, mas para o casal Sérgio Luiz Durço Maciel (advogado) e Sandra Regina Rodrigues Tavares Maciel (contadora) este fato tem um sabor especial, uma vez que Wagner Tavares Maciel, filho do casal, é o contador mais novo de Campos e do Estado do Rio de Janeiro.
Formado pela Universidade Cândido Mendes no final do ano passado, este jovem de 22 anos que colou grau em fevereiro deste ano, conseguiu enfim nos últimos dias, receber sua carteira de registro da profissão no Conselho Regional de Contabilidade, localizado no centro do Rio de Janeiro.
Sua formação a exemplo de outros jovens que seguem a carreira de um dos pais foi formada em casa, ao ser incentivado e seguir os passos de sua mãe.
- Desde criança, sempre fui incentivado pela minha mãe a ser contador. Quando eu saía da escola, ela sempre me levava para o escritório. À medida que fui crescendo ela foi me ensinando cada vez mais sobre a profissão, a teoria e as técnicas contábeis, além de me dar mais funções dentro do escritório e de me introduzir no meio profissional, me levando a participar de cursos, palestras, congressos, confraternizações, o que me fez conhecer, aprender e gostar cada vez mais da profissão, explicou Wagner.
Wagner afirmou que além de sua mãe, Sandra Regina, outras pessoas também o encorajaram a seguir em frente na profissão.
- Minha mãe foi uma das maiores incentivadoras, e além dela, várias outras pessoas também me encorajaram afirmando que era uma bela profissão, árdua como qualquer outra, porém de grande responsabilidade e importância para o empresariado e a sociedade como um todo, disse Wagner.
O jovem contador revela que ao concluir o Ensino Médio, ele prestou todos os vestibulares que concorreu para o curso de Ciências Contábeis sem pensar em nenhum outro curso e foi aprovado pela Universidade Cândido Mendes, pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).
Sobre os desafios da profissão, Wagner revela que espera contribuir para o desenvolvimento econômico e social.
- A contabilidade vem ganhando relevância no cenário mundial a cada dia. Antigamente o contador era chamado de “guarda-livros”, pois era visto apenas como a pessoa que escriturava números intermináveis, mas hoje, no mundo globalizado em que vivemos, o contador é peça-chave para o desenvolvimento das empresas. Espero me sentir realizado exercendo essa profissão de grande importância para a sociedade. Sinto-me orgulhoso em agora poder dizer que sou um contador, um profissional fundamental para o sucesso de qualquer entidade. Digo que o contador é o “Médico das Empresas”, pois sem a contabilidade acompanhando, cuidando e controlando os seus investimentos, elas estariam fadadas ao fracasso, o que significaria a sua “morte”.
  
Ascom ACIC
Data: 28/11/2016

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário